25 de dez de 2014

E a Palavra se fez carne e veio morar entre nós (Jo 1,14)


Evangelho: (Jo 1,1-18)


No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio junto de Deus.
Tudo foi feito por ele, e sem ele nada foi feito. Nele havia a vida, e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.
Houve um homem, enviado por Deus, que se chamava João. Este veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos cressem por meio dele. Não era ele a luz, mas veio para dar testemunho da luz.
[O Verbo] era a verdadeira luz que, vindo ao mundo, ilumina todo homem. Estava no mundo e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o reconheceu. Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. Mas a todos aqueles que o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas sim de Deus.
E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua glória, a glória que o Filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade.
João dá testemunho dele, e exclama: Eis aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim é maior do que eu, porque existia antes de mim.
Todos nós recebemos da sua plenitude graça sobre graça. Pois a lei foi dada por Moisés, a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. Ninguém jamais viu Deus. O Filho único, que está no seio do Pai, foi quem o revelou.

Comentário: O Natal que neste dia celebramos é a alegria de receber o presente de Deus Pai, o seu Filho Amado, que, com Ele e o Espirito Santo são um único e verdadeiro Deus humilde e despojado.
Deus se deu como presente a nós. Deus se faz parte de nós. E quem o recebe, acolhe essa Vida e essa Luz que ilumina toda humanidade. Essa vida nunca se acaba e essa Luz ilumina para sempre e plenamente.
E a criança, que hoje celebramos o seu nascimento, Luz do Mundo, quer nascer todos os dias em nós. Nosso coração tem que ser como a gruta de Belém, embora pobre, simples, sempre aberto a acolher o Salvador. Em verdade, Ele vem nascer para os que o esperam e salvar os que dele precisam.

Oração: Senhor Jesus, Filho de Deus que se fez homem para estar conosco, eu vos adoro e reconheço que não me poderíeis mostrar maior amor. Não posso deixar de confiar em vossa misericórdia quando vos vejo nas palhas de um cocho. Só porque me queríeis muito chegastes a esse extremo. Rendo-me diante de tanto amor, e a vós me quero entregar total-mente na vida e na morte. Amém. 

Que Deus abençoe a sua casa, a sua família e o seu lar. Deus conceda a todos nós um Natal repleto de bênçãos e graças do céu!
Um feliz Natal para você, para sua casa e sua família!

Nenhum comentário:

Postar um comentário