8 de jun de 2016

Gratidão!


Entender a dor: física ou emocional. Estender a alegria. Respeitar o momento de cada momento. Buscar paz dentro disso tudo mesmo que ela só chegue nos intervalos dos pensamentos. Mas, acima de tudo, ser grata: pela transitoriedade, pela sensação de eternidade, pelo que dura, pelo que se vai rapidamente. Cada uma dessas coisas terá uma importância diferente de acordo com as circunstâncias. Mas sobreviver e viver, a tudo, em tudo, com todos e ser grata, ilumina a mente e acalma o coração.
Marla de Queiroz

Nenhum comentário:

Postar um comentário