4 de jan de 2012

Um dia o peito desenferruja e a gente abre a mão pro que há de vir.
Não agora. Não entendo a urgência. Eu, por exemplo, não tenho pressa,desde que seja logo."

Gabito Nunes
 em "A manhã seguinte sempre chega."


Nenhum comentário:

Postar um comentário