26 de nov de 2013

Evangelho de hoje: São Lucas 21, 5-11

EVANGELHO: Lucas 21,5-11

Como lhe chamassem a atenção para a construção do templo feito de belas pedras e recamado de ricos donativos, Jesus disse: Dias virão em que destas coisas que vedes não ficará pedra sobre pedra: tudo será destruído. Então o interrogaram: Mestre, quando acontecerá isso? E que sinal haverá para saber-se que isso se vai cumprir? Jesus respondeu: Vede que não sejais enganados. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e ainda: O tempo está próximo. Não sigais após eles. Quando ouvirdes falar de guerras e de tumultos, não vos assusteis; porque é necessário que isso aconteça primeiro, mas não virá logo o fim. Disse-lhes também: Levantar-se-ão nação contra nação e reino contra reino. Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu.

COMENTÁRIO
O Templo espiritual.
Para o povo daquela época dizer que o Templo iria ser destruído, era como anunciar o fim do mundo. Quando interrogado sobre o momento do fim do mundo, Jesus não dá uma resposta direta, mas fala de catástrofes que ao mesmo tempo precedem e apontam o fim da história. Entre essas grandes catástrofes estava a ruína do Templo. Por fim nos alerta: não se deve seguir qualquer falso profeta dizendo-se ser o messias. Essas palavras de Jesus devem ser encaradas de coração aberto e preparado, pois elas são um convite para que permaneçamos fiéis tanto na bonança como nas perseguições. Não é de hoje que se fala no fim do mundo. Pregadores populares, nas esquinas das ruas, gritam alertando aos transeuntes para o final dos tempos que, segundo eles, está próximo.
REFLEXÃO
Esta é uma bela reflexão de Jesus, claro, como todas as outras que ele faz. Mas ele nos aponta de maneira significativa este Templo interior que, às vezes, temos tanto medo em construir e edificar. Para estar bem interiormente é preciso disciplina na oração, determinação nas ações de solidariedade e princípios de leitura da Palavra de Deus. Uma vida equilibrada na oração é uma vida pautada no sonho de Deus. Rezar, incansavelmente. Pedir a sabedoria para ser sinal e caminho para outros que estão em busca deste mesmo Deus. Não nos deixemos moldar pelo que nos pede o mundo, mas pelo que Deus nos aponta. Difícil lição de se aprender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário