28 de jul de 2014

Evangelho de hoje (Mateus 13,31-35)

unnamed (18)

PRIMEIRA LEITURA: Jeremias 13,1-11
EVANGELHO: Mateus 13,31-35

Em seguida, propôs-lhes outra parábola: O Reino dos céus é comparado a um grão de mostarda que um homem toma e semeia em seu campo. É esta a menor de todas as sementes, mas, quando cresce, torna-se um arbusto maior que todas as hortaliças, de sorte que os pássaros vêm aninhar-se em seus ramos. Disse-lhes, por fim, esta outra parábola. O Reino dos céus é comparado ao fermento que uma mulher toma e mistura em três medidas de farinha e que faz fermentar toda a massa. Tudo isto disse Jesus à multidão em forma de parábola. De outro modo não lhe falava, para que se cumprisse a profecia: Abrirei a boca para ensinar em parábolas; revelarei coisas ocultas desde a criação (Sl 77,2).
COMENTÁRIO
“O Reino dos Céus é comparado a um grão de mostarda…”
Para apresentar o desenvolvimento do Reino de Deus, Jesus ilustra com duas parábolas, a do grão de mostarda e a do fermento.
A árvore/arbusto designa certamente o Reino de Deus sobre a terra.
Para realizar esse Reino, Jesus não age diferentemente do homem que, para obter uma árvore, introduz um grão no solo.
A imagem do fermento expressa exatamente a aparente insignificância do mistério de Jesus, portador, entretanto, da mais surpreendente realidade escatológica.

”Esqueceste Deus que ele te formou!”
Deuteronômio 32,18a



Oração

            Espírito que se manifesta na pequenez e na fragilidade, dá-me inteligência para compreender os caminhos pelos quais o Reino se faz presente em nossa história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário